XANTAR: Portugal vira-se para Xantar

    • Portugal vira-se para Xantar

    O vice-presidente da Xunta de Galicia, Alfonso Rueda, presidiu a cerimônia inaugural na qual ressaltou que o salão é “uma grande vitrine internacional de tudo de bom que é feito na Galiza”

    Depois de atingir a maioridade, Xantar começa uma nova etapa, a edição de “18 + 1”, como explica seu diretor, Alejandro Rubi, durante a cerimônia de abertura esta manhã . O Turismo Internacional Culinary convida a “viver a experiência Xantar” tendo preparado para isso um programa de mais de 200 atividades que fará com que o gabinete Expourense na enogastronomica Ibérica Capital.

    A cerimônia de Xantar 2018 de abertura foi presidida pelo Vice-Presidente da Xunta de Galicia, Alfonso Rueda, que disse que este evento é “uma grande vitrine para o excelente momento que vive gastronomia e hospitalidade na Galiza, com a mudança geracional garantido que profissionalizar a setor. ” Rueda foi acompanhado na abertura pelo prefeito de Ourense, Jesus Vazquez; Presidente do Conselho Provincial de Ourense, Manuel Baltar; o vice-cônsul de Portugal na Galiza, Manuel Correia ou Director Xeral da Agricultura, Pecuária e Infraestruturas Alimentos, Belén do Campo.

    A participação de Portugal como país convidado reforçar a cooperação transfronteiriça com a Galiza e contribui para a promoção internacional de ambos como um destino de jantar exclusivo e de qualidade. Este país se transformou completamente sobre esta questão, que é evidente tanto no número de expositores, mais de 30%, como atividades.

    Começam cinco dias de intensa atividade, com uma média de quatro por hora show, durante o qual os visitantes podem apreciar o intenso programa de atividades enquadradas no XIII Encontro Internacional sobre Alimentação Saudável e Sustentável “, que foi aberta esta manhã com um conferência pelo director do espanhol Capital da Gastronomia, Pedro Palacios, que explicou que dos 82 milhões de visitantes estrangeiros em Espanha em 2017, 10 milhões vieram atraídos pelo argumento irrespondível “em Espanha, você comer e beber bem, barato, saudável e variada”. “A cozinha é o argumento final para um turista estrangeiro decidir onde passar as suas férias e experimentar novos sabores”, disse ele.

    Entre as atividades que ocorreram destacou hoje promovida pela AGAVI, a Associação para a Promoção da Gastronomia e Vinho, Produtos-regional e Biodiversidade eles estão colocando ações no lugar para criar um selo de qualidade que identifica os produtos alimentares produzidos na Eurorregião Galiza – Norte de Portugal. Eles organizaram dois workshops de culinária em que participaram o chef ourensano Miguel González Quintela, de GastroBar Sanmiguel, que preparou um prato chamado “peixe, mariscos e água termal”.

    Também destacou o workshop sobre “Experiências de Calidade”, promovido pelo Ministério do Ambiente Rural que foi ensinado pelo chef Alberto Lareo, Command restaurante em Santiago e produziu uma placa com Hake e javali refogado com IXP Pataca de Galicia, rapini IXP Galicia, IXP e IXP faba Lourenzá Cea Pão acompanhada por vinhos fazer Rias Baixas e O.D. Ribeira Sacra.

    Por sua parte, o Departamento do Mar realizada hoje duas das suas oficinas diárias, onde o chef Emma Pinal de Gastrobar ou Birrán de Ribadavia desenvolvido diferentes receitas com produtos de pesca artesanal “Peixarias, de Onde se non?” E bonito do Norte.

    Durante este primeiro dia foi também celebrou a V Reunião de Gastronomia Blogueiros e turismo com a participação de 20 blogueiros da Galiza, Portugal, Astúrias e Madrid. Por outro lado, a Fundação Luso-Galaica realizou um novo capítulo extraordinário em que investido novos irmãos.

    Este dia vai acabar com a noite dedicada ao comércio, com a presença do Director Xeral de Comércio, Sol Vazquez, e Noite de Desporto, com a participação da Secretaria ou Xeral do Desporto, Marta Míguez. Durante a última será uma apresentação da segunda edição do Sportur Galicia, Salão Esporte e Turismo Activo a ser realizada em Expourense entre 16 e 18 de Novembro próximo. Ele concluirá com a celebração da noite panamenha.

    Este foi o início da 19ª edição do Xantar, posicionado como a única feira internacional de turismo gastronômico na Espanha que oferecerá o melhor da gastronomia em Espanha, Portugal e Panamá por cinco dias através de 20 menus entre 14 e 30 euros e durante o qual os 273 expositores apresentarão seus produtos e serviços relacionados à gastronomia, ao vinho e à hospitalidade. Entre esses expositores, você pode encontrar pequenos produtores abrangidos pelo Ministério do Meio Ambiente Rural e também membros cooperativos que oferecem produtos únicos e de qualidade que irão surpreender os visitantes. Licor, cerveja e confeitos feitos com idosos; Foie de pato galego; Sorvetes e queijos artesanais; salsichas, etc.