OPINIÃO: Com juntar dinheiro em 2018

0
137

– Como tirar as metas do papel e juntar dinheiro em 2018

– São muitos os projetos a serem alcançados ao longo de um ano, porém, a maioria não sai do papel (sobretudo, aqueles de âmbito financeiro). Por esse motivo, apresentamos algumas dicas que lhe ajudarão a manter o foco de janeiro a dezembro

Um novo ano começa e, com ele, renasce a esperança para se realizar velhos desejos (perder peso, parar de fumar, trocar de carro, viajar e, principalmente, juntar dinheiro para concretizar sonhos). Porém, também é nesta época que as pessoas percebem que muitos dos objetivos anteriores ainda não foram alcançados; na realidade, nem saíram do papel.

Então, eis as dúvidas: “O que estou fazendo de errado”?; “Por onde devo começar?”; “Como fazer de 2018 um ano realmente diferente e melhor para minhas finanças?”.

Para ajudar nestas questões, o professor Carlos Afonso, administrador e contabilista, esclarece que o primeiro passo é o indivíduo fazer uma reflexão sobre o porquê das metas não serem concluídas, em especial as financeiras. “Você já parou para refletir a causa de muitas das suas metas não saíram do papel? Talvez isso ocorra porque você não está com a ‘faca nos dentes e sangue nos olhos’. Talvez você não esteja acordando todos os dias e mentalizando o seu projeto, e o quanto falta para concretizá-lo”, alertou o professor.

Segundo Carlos Afonso, para a mudança ocorrer é fundamental a pessoa transformar o seu mindset ou modelo mental, de modo que a meta possa ser vista com mais clareza. “Coloque no papel os seus projetos, quando pretende atingi-los e qual o investimento necessário. Colocar no papel não é nenhuma expressão exagerada; se você deixar apenas na ‘cabeça’, em pouco tempo esquecerá e a probabilidade da não realização é enorme”, apontou.

Exemplos

– até dezembro de 2018, você pretende juntar R$ 6 mil (dividido por 12 meses, tem-se parcelas de R$ 500 por mês). Ou seja, esse deverá ser o valor guardado todo mês, em uma poupança ou em uma aplicação que não traga riscos.

– quero trocar meu carro, cujo valor de venda é R$ 25 mil, por outro que custa R$ 50 mil. Quero realizar a troca em dezembro de 2019, logo temos 24 meses à frente a contar de janeiro de 2018. Desta forma, precisarei de R$ 25 mil, que dividido em 24 meses, dá uma parcela de R$ 1.041, em números arredondados. Logo, este é o valor que deverá ser “separado” a partir do meu rendimento mensal e guardado em uma aplicação financeira.

Alerta: “Se você é daqueles que espera o mês acabar para ver o que sobrou na conta e investir (se sobrar), então sinto dizer que dificilmente atingirá seus objetivos. Aconselho que, ao receber seu salário, separe o valor para a troca do carro (para viagem, reforma da casa ou qualquer outro projeto), e depois se preocupe com as demais contas. Com isso, você aprenderá a economizar e a cortar gastos desnecessários”.

Dicas

Mentalize: olhe todos os dias para os projetos que você almeja. Visualize-se atingindo seus objetivos e o quão realizado você ficará. Sinta a satisfação que isso te proporcionará.

Não desvie seu caminho: mais importante do que estabelecer uma meta é o caminho a se percorrer, por isso, evite se desviar dele. Mantenha seu orçamento pessoal sob controle. Para realizar projetos é preciso propósitos bem claros, e com isso, manter-se firme. Um novo ciclo começa com 365 páginas em branco à serem preenchidas. Não perca tempo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here