PENSAMENTOS: De Calcutá a Tomar

0
23
De Calcutá a Tomar
O que é que as Nações Unidas, o Instituto Politécnico de Tomar, a Índia, a Ucrânia e os Emirados Árabes Unidos têm em comum? Têm Suvra Chakraborty, um verdadeiro cidadão do mundo.
Mestre em Engenharia da Computação, nasceu em Calcutá mas apostou numa carreira profissional no leste europeu e hoje vive no Dubai. O seu currículo impressiona pelas diferentes áreas a que está associado, desde a indústria e novas tecnologias à fundação da Orquestra Clássica de Kiev, que mereceu um reconhecimento da UNESCO.
As Jornadas Interdisciplinares, promovidas pelo Instituto Politécnico de Tomar, lançaram a pergunta:“Como lidar com barreiras culturais na condução de negócios nos vários continentes?” E quem melhor do que Suvra Chakraborty para responder?
Na próxima terça-feira, 14, ele estará no Instituto Politécnico de Tomar, pelas 17h, no auditório O106 para uma conversa transversal às tecnologias, gestão e humanidades.
Certamente a sua história de vida deverá ajudar a consciencializar para os benefícios duma sociedade que valoriza a sua riqueza e diversidade cultural – um factor que, hoje em dia, é tantas vezes posto em causa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here