BLOCO ESQUERDA: Vigília pelo fim da Garraiada

0
28

Vigília pelo Fim da Garraiada na ESAV//30 de Maio

A garraiada é uma prática que inclui apenas tortura, sofrimento e exploração animal. O facto de não existir sangue como numa tourada não a torna menos abusiva em relação ao touro que se encontra na arena. Os touros são animais naturalmente carinhosos e não perigosos, e colocá-los numa situação onde se encontra encurralado e é obrigada a usar o seu instinto de sobrevivência e defesa, é causar-lhe stress e pressão completamente desnecessários, enquanto meia dúzia de estudantes se diverte à sua custa, sem realmente perceberem tudo o que está por detrás deste acto irresponsável e de tortura, principalmente quando o touro é ainda pequeno. É muito claro que todo e qualquer tipo de actividades tauromáquicas tem vindo a perder adeptos em todo o mundo e Portugal não é excepção. Existem apenas 8 países no mundo onde estás actividades ainda acontecem e não faz sentido o nosso país ainda ser um deles. Estas práticas não se enquadram no nosso dia-a-dia, não representam a esmagadora maioria dos estudantes nem dos portugueses. Ano após anos assistimos a um enorme declínio nos aficcionados da tauromaquia e as novas gerações já não se revêem nestas tradições que violam todo o tipo de direitos dos animais – neste caso os touros. Usar animais para diversão não é cultura, não é diversão, não é justo e não faz parte de um país que se quer evoluído a todos os níveis. A Garraiada é uma tradição dolorosa e carregada de crueldade. O facto de ser tradição em nada sustenta a sua continuidade, pois imensas tradições caem por terra a partir do momento em que nos damos conta que não se enquadram mais nos tempos actuais e que são simplesmente desumanas. Isto chama-se EVOLUÇÃO! Enquanto a garraiada não for abolida da nossa cidade, que nunca teve sequer espírito de qualquer tipo de actividade tauromáquica, não nos calaremos e não deixamos de lutar para nos aproximarmos de uma sociedade mais humana, com muito mais compaixão e amor pelos animais, à semelhança do que vemos acontecer em todos os países. Eles sentem da mesma forma que nós e a única coisa que esperam é que os tratemos com dignidade e respeito, sendo uma obrigação nossa e não uma opção. Dia 30 às 15h juntem-se a nós numa vigília silenciosa contra a garraiada na Escola Superior Agrária de Viseu. Um protesto silencioso e de abordagem pacífica é tão poderoso como qualquer outro e deve ser entendido desta forma – vamos espalhar o que procuramos: paz e tranquilidade, para o touro, para a cidade e pra todos nós. Esta acção vigília é um esforço conjunto é uma parceria de vários movimentos e organizações – Viseu Animal Save, Bloco de Esquerda, Juventude Socialista, Porto Animal Save, Braga Animal Save, VeganHood, Acção Directa Norte de Portugal e Acção Directa Lisboa. Para esta vigília teremos vários activistas do país connosco, vamos mostrar que não estamos sozinhos enquanto viseenses nesta luta e que não se trata de uma ‘opinião pessoal gostar ou não de garraiadas, mas sim uma questão de direitos dos animais não-humanos. E temos o dever de os defender quando eles não o podem fazer por si mesmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here