RALLY: Vítor Pascoal centra atenções para Vouzela

    RALLY: Vítor Pascoal centra atenções para Vouzela

    Vítor Pascoal em Vouzela para conquistar Constálica

    A dupla formada por Vítor Pascoal e Pedro Alves volta a centrar atenções na quarta edição do Constálica Rallye Vouzela, prova a decorrer nos dias 16 e 17 de Setembro pontuável para o Campeonato Regional Ralis Centro.

    Ao volante de um Porsche 997 GT3, Vítor Pascoal tem a legítima ambição de concluir a prova do Gondomar Automóvel Sport no lugar mais alto do pódio, pese embora reconheça que, para isso, é necessário não cometer os erros do ano passado.

    «Obviamente que vamos procurar dar espectáculo com o intuito, claro e objectivo, de contribuir para dignificar o rali, mas também não deixa de ser verdade que estamos optimistas para sair do Vouzela com o triunfo. No fundo é procurar dar continuidade ao desempenho iniciado na edição do ano anterior, em que fomos bafejados pelo insucesso na super-especial nocturna, motivando uma desvantagem de 30 segundos para os nossos mais directos opositores», começou por referir o piloto Baião Rallye Team.

    «O Constálica Rallye Vouzela é uma prova superiormente organizada, com muito público a moldurar as bermas da estrada, o que por si só é mais um pretexto para rodar a um ritmo que nos permita alcançar os objectivos traçados. Naturalmente que não vamos ter a tarefa facilitada, embora identifique a super-especial de sábado à noite como um obstáculo a ultrapassar sem dilemas, evitando equívocos desnecessários», sustentou Vítor Pascoal.

    Chamado a analisar a Especial Drive, a desenvolver sexta-feira à tarde, no troço utilizado no shakedown que serviu de aperitivo ao Iduna Rali Lafões, há mais de uma década, situado entre Vouzela e Paços de Vilharigues, o piloto de Baião foi peremptório na resposta.

    «O Constálica Rallye Vouzela é uma prova bem organizada, conforme já tive a oportunidade de afirmar, permitindo às equipas participantes dar a devida visibilidade aos patrocinadores. A divulgação da prova está rotulada de muita qualidade, ajudando fortemente a cativar os patrocinadores, havendo, por isso, muito mérito de quem está por trás desse fenómeno».

    «A Especial Drive é outro exemplo de grande mestria. O facto de pudermos conduzir um convidado ou patrocinador ao longo de três quilómetros é, sem margem para dúvida, mais um ponto extraordinariamente positivo. Independentemente do sucesso da Especial Drive, esta é mais uma fórmula de termos connosco pessoas que vivem as complexidades de uma equipa de competição», concluiu Vítor Pascoal.

    O Constálica Rallye Vouzela compreende 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro, ao longo de uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, que marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

    Depois de servido o aperitivo nocturno, a organização preparou novos desafios para pilotos e máquinas. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.