Início MotorSports RALLY RVM: Alexandre Camacho, soberano no Vinho Madeira

    RALLY RVM: Alexandre Camacho, soberano no Vinho Madeira

    Alexandre Camacho ‘rei e senhor’ no Rali Vinho Madeira

    Rali Vinho Madeira
    Alexandre Camacho e Pedro Calado

    Alexandre Camacho e Pedro Calado foram soberanos no Rali Vinho Madeira. Desde cedo que assumiram a liderança da prova e daí em diante não mais a largaram. Camacho iguala assim o recorde de Américo Nunes ao vencer pela terceira vez consecutiva a prova organizada pelo Club Sports Madeira.

    Vencedor de 13 das 19 classificativas, o piloto do Skoda Fabia R5 dominou a 60ª edição da clássica madeirense, bateu vários recordes, e obteve um triunfo plenamente justificado. Consolida assim a primeira posição no Campeonato da Madeira de Ralis Coral.

    Rali Vinho Madeira
    “Pepe” Lopez

    O maior opositor do piloto madeirense acabou por ser “Pepe” Lopez, piloto que, liberto de qualquer pressão em termos de campeonatos, pôde arriscar, apesar do menor conhecimento do percurso chegando mesmo a passar pelo comando do evento.

    O lugar mais baixo do pódio ficou na posse de Bruno Magalhães, líder após o primeiro dia de competição, mais veio a debater-se com várias dificuldades nos pneus e não conseguiu imprimir o mesmo ritmo que os dois pilotos da frente. Consegue no entanto, a sua primeira vitória do ano no que o Campeonato de Portugal de Ralis diz respeito.

    Rali Vinho Madeira
    Bruno Magalhães

    Miguel Nunes só se sentiu à vontade no último dia de competição mas cedo se instalou numa posição que, com a desistência de Giandomenico Basso, acabaria por valer o quarto posto final. Quinto classificado, José Pedro Fontes realizou uma prova a pensar no campeonato nacional mas ainda incluiu o seu nome na lista de vencedores de provas especiais. Conseguiu o segundo lugar para o CPR.

    Rali Vinho Madeira
    Miguel Nunes

    Apesar de muitas dificuldades, João Silva conseguiu levar o Citroën DS3 R5 ao sexto posto na frente do campeão nacional Armindo Araújo, presente na Madeira a pensar na recolha de pontos para o Campeonato de Portugal de Ralis. Miguel Barbosa cortou a meta no oitavo posto usufruindo do infortúnio de Pedro Paixão que, após uma prova de recuperação após um furo na PE 2, ainda perdeu uma roda na última classificativa do rali. Pedro Meireles encerrou o “top ten”.