GOLFE: Leonor Bessa sagra-se Campeã

    O melhor Campeonato Nacional de sempre

    – Leonor Bessa sagra-se Campeã Nacional em Paredes

    Jogadores, jornalistas, público e Federação Portuguesa de Golfe ficaram rendidos ao Campo do Aqueduto, em Paredes, que acolheu a nona edição do Campeonato Nacional de Pitch&Putt, no passado fim-de-semana. Leonor Bessa, que jogou em casa, foi a grande protagonista e escreveu história na modalidade.

    O leque de jogadores deixava antever um grande torneio e, após 54 buracos, a expetativa não saiu gorada. Tanto mais que os cinco jogadores mais cotados em prova acabaram por justificar o favoritismo. Leonor Bessa, Hugo Espírito Santo, Tomás Bessa, João Maria Pontes e Arnaldo Paredes, completaram o Top5, por ordem de classificação, sendo que o Paredes Golfe Clube colocou 3 entre os primeiros 4 atletas.

    golf paredes 1No imaculado Campo de Golfe do Aqueduto, considerado por muitos o melhor percurso de Pitch&Putt do país, disputaram o título 27 jogadores, oriundos de vários pontos do país e a emoção foi a nota dominante.

    Os 18 buracos iniciais, no sábado de manhã, terminaram com enorme equilíbrio, estando os primeiros seis da tabela classificativa separados por apenas 2 pancadas. Leonor Bessa, João Maria Pontes e o surpreendente Fernando Pires, todos de Paredes, fecharam a volta inaugural com 52 pancadas, seguidos por Arnaldo Paredes, com 53, e Hugo Espírito Santo e Tomás Bessa, com 54.

    Da parte da tarde, houve um reajuste na classificação. Leonor Bessa reforçou a vantagem ao concluir com 48 pancadas (6 abaixo do Par), que foi mesmo o melhor score geral do torneio, enquanto que Hugo Espírito Santo se chegou à frente com 52. João Maria Pontes cedeu com as suas 55, tal como Tomás Bessa. Fernando Pires, que tinha feito um brilharete de manhã, fechou com 62 pancadas, o que significou o “adeus” à possibilidade de lutar pelo título.

    À partida para a ronda final, Leonor Bessa tinha seis pancadas para gerir sobre Hugo Espírito Santo e sete sobre João Maria Pontes, mas tudo era possível, tanto mais que a melhor jogadora portuguesa da atualidade começou logo com um boggey no buraco 1.

    O jogo mais intermitente do tee, e alguns putts a não “quererem” entrar, tiveram o condão de lançar a dúvida sobre Leonor Bessa e galvanizar Hugo Espírito Santo. De tal forma que, no buraco 13, quem liderava no agregado era o jogador de Rilhadas.

    Nesta altura, a solidez e a força mental da paredense vieram ao de cima conseguindo terminar os 54 buracos com um empate entre os dois primeiros. As 7 pancadas abaixo do Par agregado dos dois jogadores obrigaram a um dramático desempate por play-off.

    Jogado no buraco 1, como estava inicialmente definido no regulamento da prova, e com muito público a assistir, saíram os dois ligeiramente à direita, ficando com shots difíceis para tentar o par.

    Ambos acabaram por ficar a cerca de um metro do buraco, com um putt cheio de inclinação. A primeira a jogar foi Leonor Bessa que, perante um silêncio arrepiante, não tremeu e fez a sua parte. Mandou a bola para dentro do buraco e, causa e efeito, passou toda a pressão para o jogador mais titulado de sempre em Portugal e com um título de Campeão Europeu no saco de golfe.

    Todos os holofotes estavam virados para Hugo Espírito Santo que falhou o putt à esquerda e fez Leonor Bessa conquistar mais alguns feitos para o currículo. É, agora, a primeira senhora de sempre a vencer o Nacional de Pitch&Putt e é a primeira vez que alguém consegue juntar o título Absoluto do golfe convencional ao de Pitch&Putt.

    A fechar o pódio ficou o seu irmão, Tomás Bessa, seguido por João Maria Pontes e Arnaldo Paredes, da Quinta das Lágrimas.

    No momento de levantar a taça, uma emocionada Leonor Bessa elogiou “o excelente trabalho do Paredes Golfe Clube, no Campo do Aqueduto”, e dedicou o triunfo aos seus pais. “Sem eles não teria sido possível”.

    Pedro Mendes, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Paredes, foi quem entregou o troféu e, sem esconder a felicidade, agradeceu “o feito à Leonor, que deu a Paredes um título que este projeto já merecia. Nós sempre defendemos que, aqui no nosso concelho, o golfe teria de ser para todos, tendo chegado a todas as franjas da população – começando pelas crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais – e este Campeonato Nacional vem dar outra motivação à população de Paredes para lutar pelo golfe”.

    Apesar de derrotado, Hugo Espírito Santo, mostrou-se feliz pelo espetacular momento que protagonizou com a campeã nacional e deu a sua opinião sobre o torneio. “Foi, sem dúvida, o Campeonato Nacional mais competitivo dos nove realizados e com melhor leque de jogadores. Parabéns à Leonor pela vitória. Agora, segue-se o apuramento de pares Pitch&Putt para o Mundial, onde irei fazer dupla com o João Maria Pontes”.

    Do lado da Federação Portuguesa de Golfe, representada por António Vasconcelos, ficaram elogios à Direção do Paredes Golfe Clube. “Encontramos um Campo em excelente estado e vimos a envolvência que existe aqui à volta do golfe. É algo que devemos valorizar e acredito que este Campeonato pode ajudar o Pitch&Putt a crescer”, concluiu.

    Já o Presidente da Direção do Paredes Golfe Clube, António Manuel Bessa, mostrou-se “orgulhoso pela capacidade de organização que demonstrámos, pelo magnífico Campo que conseguimos preparar para este torneio e pela dinâmica que temos criado. É este o caminho… As instâncias nacionais devem olhar para Paredes como um exemplo”.

    golf top 10